sexta-feira, 26 de abril de 2013

A nota de João Capela e a hipocrisia sem fim...

Está tudo escandalizado com a nota de João Capela no dérbi. Eu, por minha vez, fico também desgostoso com tal nota. O árbitro fez uma má arbitragem, e como tal, só tinha que levar uma nota consonante. Pelo menos, numa meritocracia é assim que as coisas deveria funcionar.


No entanto, gostava de saber onde andavam todos os ofendidos, quando no ano passado, após aquele desastre de arbitragem de Hugo Miguel em Coimbra, onde nos foram negadas vários penaltis claros, entre os quais, um sobre o Aimar verdadeiramente escandaloso, este árbitro teve uma nota baixa, que mais tarde revista para uma nota bem mais positiva, nota que lhe permitiu ascender a árbitro internacional.


Também gostava de saber onde andavam os ofendidos, agora escandalizados com as notas dos árbitros, quando já nesta temporada Carlos Xistra obteve 3,9 no jogo Académica-Benfica, novamente em Coimbra, onde um  dos penaltis contra o Benfica foi inexistente, ficou um claro por marcar a nosso favor, e onde foram marcados vários fora de jogos que mataram jogadas de enorme perigo do Benfica. 


Todos estes casos são negativos e apenas descredibilizam o futebol português, mas haja coerência. Tudo isto mostra a hipocrisia que muita gente tem, em que estes casos estão mal quando é para uns, e desinteressantes e pouco importantes quando é para outros.


E claro, sem falar na enormíssima hipocrisia que é ver adeptos sportinguistas a parafrasear o treinador do Porto relativamente ao último jogo.

6 comentários:

Dimitris Nalitzis disse...

Há quem não perceba que os do Norte continuam a tentar utilizar o Sporting como arma de arremesso contra o Benfica. É pena.

Filipe Araújo disse...

Sim, o problema também é esse. Mas muitos sportinguistas também não querem entender isso. Não sou lisboeta, mas sim de Viseu. No entanto, pela primeira vez trabalho em Lisboa. E nota-se nos meus colegas sportinguistas, mais que noutras zonas do país, aquela necessidade de confrontação com o Benfica. Por isso, é mais cego aquele que não quer ver...

Semper Fidelis disse...

o Sporting e o FCP juntos não valem a ponta de um chavelho...uns são corruptos e falidos e os outros são uns pobres coitados, invejosos do vizinho glorioso e estão ainda mais falidos!

Dimitris Nalitzis disse...

Eu sou de Lisboa, aí entender melhor o fenómeno contra o Benfica, porque cresci no meio dele. Pelo menos da forma saudável. Acho normal um Sportinguista de Lisboa ter um maior sentimento de rivalidade com o Benfica que para o Porto. Os meus melhores amigos são do Benfica, tem mais piada andar a gozar com eles durante a semana. Se o Porto perder gozo...ah não gozo, porque tenho apanhado poucos portistas ao longo da vida.

O problema é que da rivalidade à estupidez o caminho é curto. E muita gente gosta de o fazer a correr, dos dois lados.

Filipe Araújo disse...

Sim, a rivalidade saudável tem a sua piada. Em Viseu, a grande maioria dos adeptos dividem-se entre benfiquistas e sportinguistas. Mas não é disso que falo. É o tal problema que referiste da pequena distância entre a rivalidade e a estupidez. E quando dizes que há em ambos os lados, concordo. Mas também te digo, nós já abrimos os olhos há muito tempo, e por isso, olhamos para o Sporting como o tal clube rival e com quem gostamos de gozar, mas sabemos bem onde está o verdadeiro inimigo.

No Sporting, continuam ainda agarrados a essa rivalidade. E agora, vou dizer uma coisa que talvez não concordes, e que talvez também não gostarás de ouvir. Eu penso que se agarra a essa rivalidade de uma forma quase obcecada porque é a única forma de se sentir tão grande como o foi noutros tempos. Futebolisticamente, claro.



cumps

Anónimo disse...

Por que motivo os andrades corruptos marram sempre no vermelho?