sábado, 18 de Outubro de 2014

Dizem que há um Porto-Sporting...


... mas o que me interessa mesmo é o Glorioso!

Começa hoje a festa do futebol, pelo menos para nós, já que as equipas das divisões anteriores já fizeram várias eliminatórias. Esta ida à Covilhã representa a essência do que é a taça. Ir aos campos das equipas mais pequenas, levando uma festa que apenas é possível ver na primeira Liga, à qual 95% dos clubes nunca chegará. 

Que seja uma festa bonita, e claro, com a vitória do Benfica!

Hoje teremos uma equipa um pouco diferente, mas com qualidade mais que suficiente para ganhar sem espinhas. Haja vontade! Ao contrário do que alguns dizem, não acredito que hoje joguem muitos jogadores da formação. Nem muitos nem poucos. Talvez durante o jogo algum entre. O Sp. da Covilhã não é nenhum papão, mas ainda assim é uma equipa da 2ª Liga.

Oportunidade para ver alguns dos menos utilizados, ver como Jonas funciona com o Derley, a evolução do Bebé e do Pizzi, e se Lisandro se assume como o par de Luisão.


A sem vergonhice e a fiha de putice do nosso futebol...


... tudo juntos numa só foto! Os meus parabéns ao fotógrafo!


sexta-feira, 3 de Outubro de 2014

quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Mau...


Muito mau...

A defesa a meter água. Júlio César a meter água. Cristante a meter água. O meio campo sem conseguir ter bola, e o ataque a vê-las passar, sem nunca ter a bola perto ou em condições mínimas.

A equipa nunca soube sair da pressão do Leverkussen, nem JJ soube dar a volta à situação. Começou mal lançando Cristante num jogo com esta dificuldade, onde teria toda a lógica reforçar o meio campo. Não o fez, e a equipa não se soube adaptar. Além disso, estando a defesa ainda bastante frágil, JJ deveria ter acautelado esta situação, dando menos hipóteses ao Leverkussen de ter tanta bola perto da nossa área, com as facilidades que se viram.

Foi muito mau. Ainda podíamos falar do árbitro, que falhou num lance capital, mas perante a ineficácia que revelámos, isso nem serve de desculpa. Foi uma derrota inapelável, que espero que seja alvo de uma profunda reflexão por parte de JJ, que foi quem hoje errou mais. Infelizmente, por muito que goste de Jardel e Eliseu, aqueles que eles substituíram eram melhores, e isso tem-se notado a léguas. 

O apuramento está cada vez mais longe, e mesmo o 3º lugar não é líquido. Bem sei que a prioridade deste ano é o campeonato. E concordo. O bicampeonato é fundamental. Mas escusamos de fazer estas figuras na Europa.  

Agora venha o Arouca, e não espero menos que uma resposta cabal da equipa perante esta péssima derrota. Mais que o jogo perdido, a exibição deixou-me verdadeiramente desgostoso.


PS: uma palavra para Luisão, que continua a ser verdadeiramente a alma desta equipa. Um capitão à altura do nosso clube!

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

De cabeça erguida! [e o Hulk é um palhaço!]


Um início mau demais terminou logo com o jogo. Felizmente, mesmo com a perca dos 3 pontos, a equipa mostrou depois grande força mental, tendo feito uma segunda parte de grande coração, esforço e raça, e com um pouquinho de sorte, e de melhores decisões arbitrais, podíamos ter discutido o jogo.


Pontos negativos

- primeiros 20 minutos com muitos passes falhados, dando origem a um primeiro golo oferecido;

- falhas defensivas graves, especialmente na primeira parte;

- saída de bola do Jardel (defensivamente não esteve mal);

- árbitro (bem na expulsão de Artur, bem ao assinalar o 2º golo, mas muito mal na amostragem de amarelos e em deixar passar um penalti claro na segunda parte).


Pontos positivos

- Luisão (é um verdadeiro capitão à Benfica);

- Enzo e Maxi incansáveis;

- Gaitan a levar a equipa para a frente e a mostrar que é verdadeiramente o melhor jogador desta equipa;

- Sálvio a dar tudo e a criar muito perigo;

- Atitude da equipa após o 0-2, com muita raça e querer.


PS: Hulk é um palhaço... Aquelas provocações aos adeptos no final, mesmo que disfarçadas, mostram bem ao que vem.

Passo maior que a perna


Eu sei que daqui a uma hora inicia-se a caminhada na Liga dos Campeões, e logo com um jogo com aquela que é talvez o melhor plantel do grupo, ainda por cima com vários jogadores que já passaram pelo Benfica de JJ, e com grande preponderância. 


No entanto, e antes que me foque totalmente nesse jogo, não queria deixar passar uma situação que, não me deixando contente, mostra como certas decisões acabam por revelar-se incorretas. Isto a propósito da saída de Ricardo Chéu da liderança da equipa técnica do Penafiel, ao fim de apenas 4 jornadas. Ricardo Chéu, para quem não sabe, estava há um ano a treinar na terceira divisão, tendo sido aposta no Académico de Viseu, na 2ª Liga, quando tiveram de trocar de treinador já no decorrer da época. Ricardo Chéu aproveitou a oportunidade e o Ac. Viseu fez uma segunda volta muito boa, passando dos últimos lugares para o primeiro terço da classificação, onde andou durante algum tempo perto dos lugares de subida. 


No final da época foi-lhe proposto a continuidade, de modo a tentar a subida este ano. Contudo, há última da hora, o acordo de cavalheiros foi quebrado, e Ricardo Chéu preferiu ir para a 1ª Liga. Compreensível, mas mostrando também alguma falta de respeito e carácter. No final, o passo foi maior que a perna, acabando agora numa posição onde dificilmente encontrará lugar novamente na 1ª Liga. Por vezes é bem melhor subir gradualmente, que tentar voar com as asas ainda a crescer. 


E agora, venha o Zenit, que estou com pica para dar uma coça no Vilas Boas, Hulk e companhia!

domingo, 14 de Setembro de 2014

Voltou o choradinho...


Num fim de semana onde mostramos bom futebol e um cheirinho do rolo compressor, os nossos adversários diretos perderam pontos.


O Sporting, após uma época inesperadamente boa, começa a sentir aquilo que muita gente já pressentia: pressão em demasia para a verdadeira valia do plantel. Mesmo com a chegada de Nani, claramente um jogador de nível muito mais alto que os restantes colegas, a verdade é que se não o souberem aproveitar bem, pouco se conseguirá. No final parece que se queixaram da arbitragem, sem se saber muito bem porquê, já que há um penalti por marcar contra o Sporting e a expulsão percebe-se. O Jefferson foi burro, coisa que Nani não foi.


Já o Porto, mantendo uma tradição de alguns anos, sempre que perde pontos a culpa é sempre do mesmo. É engraçado que ouço muitos portistas a orgulharem-se de, ao contrário de outros, não deitarem as culpas noutros (pudera...), mas sempre que há alguma razão de queixa, aqui del rei, que são sempre prejudicados.... A coerência é muito bonita, e a hipocrisia portista tem anos.