terça-feira, 19 de março de 2013

Jorge Jesus, D. Sebastião...


Pois é, passando os olhos por blogues portistas, e há já durante algum tempo, sportinguistas, dá para notar o desejo imenso de ter Jorge Jesus como treinador do seu clube.

É engraçado como este treinador, tão criticado e gozado, acaba por conseguir ser tão desejado e admirado por quem antes apenas o desdenhava. Felizmente, por vezes ainda vivemos numa sociedade de meritocracia, e não do faz do conta, ou daquele que parece melhor.

Não há um discurso muito bonito e floreado. Muitas das vezes, são atropelos atrás de atropelos à nossa Língua. Mas sinceramente, para bem falante e atraente para as gajas, já cá tivemos o Quique. Quem é que preferem? Pois...

Pessoalmente, não tenho problemas de dizer o que vou dizer, até porque o tenho repetido várias vezes esta época, e não apenas agora que temos 4 pontos de vantagem: JJ é para continuar. Deixá-los com os Vitor Pereiras e Jesualdos, que por muita qualidade que tenham, não chegam perto de JJ. Essa é a verdade. E é tão verdade, que é cada vez mais notório o namoro de sportinguistas e portistas com o nosso treinador. Por isso presidente, veja lá bem, e não permita uma fuga para um rival. JJ é nosso, e deve continuar a ser. 

1 comentário:

V. Branco disse...

Mais nada. Por mim fica, mesmo que nada vença!
Este é o caminho, se finalmente o encontrámos, porque razão havemos de fazer marcha-atrás e tentar outro?