sábado, 8 de fevereiro de 2014

Parece que Fernando já ficou bom...


O tratamento foi simples mas eficaz!



4 comentários:

NFM monteiro disse...

parece que fernando anda a fazer confusao...

ate ontem riam se que nao renovava agora que renovou acham mal na mesma....

ou seja qualquer que seja a medida esta mal...

e falar do benfica???

Anónimo disse...

Quando é que elogiam o Pinto da Costa, neste blogue?
Já é mais do que tempo para a justa homenagem!!!

Anónimo disse...

Para os andrades burros e lerdos visitantes do blogue e para os benfiquistas naturalmente.

Um adepto azul nas redes sociais revela a verdade:

“Primeiro o mais óbvio: o FC Porto pagou uma fortuna a Fernando para renovar. O valor da venda de Otamendi foi parar ao bolso de Fernando!
O novo salário de Fernando é tão elevado que levará o Fc Porto à falência! FC Porto ameaçou Fernando de morte para ele renovar!

Depois há que pegar na seleção nacional. Fernando será convocado para o Mundial, pela seleção portuguesa, porque Pinto da Costa obrigou Paulo Bento a fazê-lo”.

E isto é dito com a maior das naturalidades como se fosse o “novo normal”, o novo “modus operandi” do futebol e do desporto em Portugal. Chantagear e ameaçar com a morte para assinar só para não perder a face. Para que ninguém que pense que o GRANDE LÍDER perdeu qualidades e continua a ser um génio da negociação, não foram mentiras as promessas que fez ao Canal do clube que dois dias depois são atiradas pela janela.

Lucho foi “aconselhado”, “amigavelmente”, a ir-se embora para as arábias pois o clube devia-lhe 1,5M€ e não tinha dinheiro para lhe pagar. Quem lhe pagou essa dívida foi agora o clube árabe que ficou com ele.
Ouvem-se cada vez mais falar em ordenados em atraso no plantel. Lucho era um deles.

O Porto terá inexoravelmente de se desfazer das suas “jóias da coroa” no verão, Jackson e Mangala, para além de Fernando naturalmente. E depois quem são as novas jóias da coroa?



Filipe Araújo disse...

O amigo quer um elogio ao Pinto da Costa? Não há problema. Aqui vai: é um grande... corrupto.